quietude

Posted on terça-feira [20.12.2011]

0


Faça nada.

Apenas por um momento.

Ouça o mundo a sua volta. Sinta sua respiração indo e voltando. Ouça seus pensamentos. Observe os detalhes das coisas a sua volta.

Esteja em paz em fazer nada.

Faça nada.


Neste mundo moderno, estar ativo e em movimento é comum, e se não é assim com nossos corpos, então, ao menos, é assim com nossas mentes e com a nossa atenção. Corremos o dia inteiro, fazendo coisas, conversando, enviando emails, enviando e recebendo mensagens, clicando de uma aba para outra em nossos browsers, de um link para o outro.

Estamos sempre ativos, sempre conectados, sempre pensando, sempre falando. Não existe tempo para fazer nada [ficar parado]. E se sentar na frente de um computador frenético o dia inteiro e depois ficar em frente a uma televisão hiperativa, não contam como fazer nada.

Isso vem com um custo: perdemos aquele tempo para a contemplação, para observar e escutar. Perdemos a paz.

E pior do que isso: toda essa pressa é geralmente contra produtiva. Eu sei, em nossa sociedade atitude é muito importante – inatividade é vista como preguiça, improdutividade. Entretanto, as vezes muita atitude é pior que atitude alguma. Você pode correr para todo lado enlouquecidamente, fazendo barulho , porém finalizando nada. Ou você pode finalizar muitas coisas – mas nada importante. Ou você pode estragar coisas com suas atitudes, tornando as coisas piores do que se você tivesse ficado quieto.

E quando somos forçados a fazermos nada – pois estamos esperando algo, ou esperando uma consultar com um médico, ou um ônibus ou trem – nós geralmente ficamos impacientes e precisamos achar algo pra fazer. Alguns de nós terão celulares, outros terão notebooks, ou uma pasta com coisas para fazer, ou irão ler, outros irão ficar incomodados. Fazer nada não é algo que estamos acostumados a fazer.

Pare um momento para pensar em como você gasta seus dias – no trabalho, após o trabalho, preparando-se para o trabalho, fins de dia, finais de semana. Você está constantemente  correndo? Você está sempre lendo e respondendo mensagens, checando notícias e o ultimo fluxo de informação (facebook,twitter)? Você está sempre querendo “terminar muitas coisas”, riscando muitas tarefas da sua lista como uma máquina, correndo com a sua agenda?

É assim que você quer gastar sua vida?

Se é, que a paz esteja com você. Senão, gaste um momento para fazer nada. Não pense no que você tem que fazer ou o que você já faz. Apenas esteja no momento, fique de boa.

Então depois de um ou dois minutos fazendo isso, contemple a vida e como você gostaria que ela fosse. Veja sua vida com menos movimento, menos fazer, menos correria. Veja-a com mais quietude, mais contemplação, mais paz.

Então seja essa visão.

É bem simples, na verdade: tudo que você precisa fazer é fazer nada um pouco a cada dia. Quando você se acostumar com isso, tente fazer menos a cada dia. Respire quando você se sentir movendo rápido demais. Desacelere. Esteja presente. Encontre felicidade agora, nesse momento, em vez de esperar por ela.

Fonte: http://zenhabits.net/be-still/

Anúncios
Posted in: Hábitos Zen